A estrutura de sermão pragmática

2. O Sermão Pragmático

 

Essa estrutura de sermão começou a ser tornar popular nos Estados Unidos nas últimas décadas do século 20.  Ele tenciona resolver um “mistério”: “Como um detetive, o pregador pragmático atua para decifrar mistérios para os ouvintes.”[i]  Ele começa com uma necessidade do ouvinte e o move para uma solução, dando-lhe um caráter indutivo.  São comuns temas como desemprego, problemas de relacionamento, incertezas espirituais. Os sermões podem ter títulos como “5 maneiras de…”, ou “7 leis espirituais para…” ou “Como ter sucesso na vida espiritual”.  De outro lado, esse tipo de sermão é cognitivo porque está focado nas idéias do sermão e tem como pressuposto que se o ouvinte pode aprender a pensar corretamente, então ele também pode viver corretamente.

Anderson comenta sobre essa estrutura de sermão:

 

Sermões não são peças de ficção. Quando pregamos, estamos falando sobre os nossos problemas, os mistérios que nos afligem.  Somos investidos no processo na medida em que tentamos compreender as soluções de Deus para as nossas questões. Quando o sermão termina, somos os que podem viver felizes em face à realidade da verdade que foi mostrada. Tendo ouvido de Deus, somos capazes de sair e realizar o que ele disse. É o nosso mundo que tem estado quebrado e o nosso mundo que foi consertado – ao menos em certo grau.[ii]

 (djj)


[i] Anderson, 161.

[ii] Anderson, 163

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s