O pregador ouvinte

Um escutar com qualidade envolve mais do que ficar quieto, ou esperar um bom tempo antes de responder. É muito mais do que o ouvir como processo físico ou o ouvir cotidiano. Nesse contexto, o escutar é um processo no qual você integra suas habilidades físicas, emocionais e intelectuais, procurando, de uma forma ativa, empática, encontrar sentidos nas palavras, nas frases, nos silêncios. No momento em que você prepara o sermão, essas experiências previamente ouvidas e assimiladas ajudam a moldar o conteúdo da mensagem. Mais do que ilustrações, esses momentos são uma interpretação da realidade humana à luz da Palavra de Deus, a fim de que esta possa ser proclamada e aplicada com maior propriedade e eficácia.
Na entrega do sermão, essa postura ativa de ouvir é comunicada através do tom da voz, pelo olhar, pelos gestos. A partir do momento em que você comunica sua atitude ao ouvinte, começa uma relação de confiança e cumplicidade. De outro lado, você também “ouve” com os olhos, ou seja, enxerga os “sinais” dos ouvintes enviem, mostrando entendimento e aceitação (ou não) – e procura reagir, a ajustar sua comunicação dialógica.
(djj0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s