> Livro 25: O pregador revivido

Dica de leitura 03

The Fully Alive Preacher (literalmente “O pregador totalmente vivo”) é, com certeza, um título sugestivo.  O subtítulo ajuda a explicar o “vivo”: Recovering from Homiletical Burnout (“Recuperando-se do estresse homilético”).  A ideia do termo “burnout” é “acabado”, “esgotado”.

Seu autor é Mike Graves, professor de Homilética e Litúrgica em uma faculdade batista dos EUA.  O livro foi publicado em 2006 pela Westminster John Knox Press.  Tem 178 páginas.

Imagem“Pregar com alegria”: esta é a expressão-chave do livro.  O autor parte do pressuposto que a pregação intensiva, pode, ao longo do tempo, levar o pregador a um “sombreamento do espírito”.  Não raras vezes algum pregador levanta às duras penas no domingo de manhã para dirigir o culto e pregar; melhor seria continuar dormindo.  Ele pergunta em certo trecho: “Se a pregação tem o objetivo de avivar a Igreja, por que ela está acabando com tantos pregadores?”

E qual a solução, se existe?  Mais habilidades?  Mais cursos sobre pregação?  Mais leituras de livros sobre homilética?  Não.  O que um pregador assim precisa é mais alma, mais vida.

O livro é, sim, um manual homilético, embora seu objetivo vá além de abordar as técnicas às vezes frias que regem a pregação clássica.  Mas onde está esta “vida”?  É o que Graves deseja responder.  As respostas vêm acompanhadas, ou seguidas, de abordagens tradicionais (e algumas nem tanto) da homilética.

Para chegar ao seu objetivo, o autor faz dois “convites”.  O primeiro é um convite para que o pregar reflita sobre o seu relacionamento com a pregação – alegrias, ansiedades, frustrações, tédio.  O segundo convite é para que o pregador repense a sua abordagem dos pequenos prazeres da vida – como é dito na “apresentação”: convites para caminhar, tirar uma soneca, ler, jogar e comer sobremesa. 

Graves detalha os “convites” em quatro grandes blocos:  a) Estudando as Escrituras; b) Fazendo uma tempestade de ideias; c) Criando uma sequencia; d) Dando vida ao sermão.  Cada bloco tem várias seções, que são concluídas com uma série de perguntas para reflexão pessoal.

Ao longo do livro, o autor também apresenta uma série de sugestões de atividades que o pregador pode realizar como formas de “avivar” a sua visão e disposição em relação à pregação. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s