Livro 31: Pregação bíblica

Imagem

Imagem

Haddon Robinson é um dos principais homiletas norte-americanos. É autor de mais de 10 livros, a maioria na área da pregação. O seu livro mais conhecido é um manual homilético (como elaborar um sermão). Ele está em sua segunda edição também no Brasil, com o nome de “Pregação bíblica – O desenvolvimento e a entrega de sermões expositivos” (editora Shedd, ISBN: 978-85-88315-17-4).

Robinson apresenta “dez passos” para a preparação do sermão. Estes passos vão da compreensão do texto bíblico até o ponto de uma ideia exegética clara e acurada, passando pelo processo de desenvolvimento da ideia homilética e questões práticas sobre o formato do sermão e conteúdo eficaz.

Além de propor um método de preparação de sermões, Robinson coloca conselhos úteis para o pregador, fazendo uso de recursos da área de comunicação. Como se nota no subtítulo, ele enfatiza o método expositivo de pregação, dentre os vários existentes (para detalhes sobre métodos homiléticos, veja o meu livro Pregação Criativa, Editora Concórdia, 2010 – http://www.editoraconcordia.com.br/produtos/produto.php?id=1256).

> O que você vê?

Pregação trechos

Um exemplo para concluir este Capítulo: uma das mais belas e significativas amostras  do uso da imaginação  a serviço da comunicação de Deus está na própria Bíblia, no livro do profeta Amós. O exemplo de Amós mostra a importância de você, pregador, observar a realidade que está ao seu redor e dela retirar recursos criativos para os seus sermões.

O profeta Amós tem uma série de visões. A certa altura,  ele tem a visão do prumo. Deus estava perto de um muro construído direito e tinha um prumo na mão. Ele então pergunta:

– Amós, o que é que você está vendo?
– Um prumo – ele respondeu. Então Deus disse ao profeta:
– Eu vou mostrar que o meu povo não anda direito: é como um muro torto, construído  fora de prumo…

Depois, Amós tem outra visão. Deus pergunta:
Amós, o que é que você está vendo? Ele respondeu:
– Uma cesta cheia de frutas maduras! Então Deus disse:
– Chegou o fim para o povo de Israel, que está maduro,  pronto para ser ar- rancado como uma fruta madura…  (Amós 7.8;8.2,  NTLH)

Veja: Um prumo e uma cesta de frutas maduras. Coisas simples, elementos do cotidiano que, a princípio, não possuem outro significado além do convencionado. Mas de repente elas passam a ter outro significado. Através do recurso da imaginação,  elas se tornam  recursos estupendos para revelar a vontade de Deus e para comunicar a Palavra divina.

Por isso, pregador, o que você vê? Raios explodindo num céu negro? O que dizem para você? Folhas secas esparramadas pelo chão no outono?  O que elas sugerem para você? Uma criança imaginativamente brincando de ser motorista? O que ela mostra para você sobre a imaginação?

O que você vê, pregador? Treine a sua  observação:  Olhe atenta  e imaginativamente  ao seu redor e repare os fatos, as imagens,  os sons,  os cheiros – o que você pode utilizar  para encarnar  a voz de Deus, ir ao encontro  dos seus ouvintes, dar vida nova à sua pregação?