>> Livro 32: A arte de pregar

Imagem

O livro A Arte de Pregar, de Robson Marinho, está em sua segunda edição, revista a ampliada. Foi artedepregar_gpublicado pela Vida Nova em 2008 e tem como subtítulo “Como alcançar o ouvinte pós-moderno”.

No prefácio da segunda edição, o autor afirma que “o pregador não pode mais se acomodar
e buscar no arquivo um sermão que fez sucesso há cinco ou dez anos, esperando que esse sermão cause hoje o mesmo impacto que causou no passado.” Seu ponto é: como a maneira de as pessoas verem a Bíblia muda, isto exige uma mudança na forma de comunicação. Assim, como fica evidente no subtítulo, o livro tem um foco em como alcançar os ouvintes modernos, pós-modernos.

O livro acompanhado de um DVD com o curso “7 fatores da pregação relevante”, que trata sobre a sintonia com o ouvinte, comunicação clara, estrutura unificada, ilustrações realistas, introdução criativa e conclusão prática.

ISBN: 978-85-275-0391-4

> Livro 08: A importância do ouvinte

Dica de leitura 03

A audiência é uma “parte” da pregação que normalmente recebe pouca atenção em manuais homilético.  O foco costuma estar mais na técnica e no pregador – no púlpito.

The preacher and his audience, de Webb B. Garrison (Flemming H. Revell, 1954, 286 páginas), foi um dos primeiros livros a voltar sua atenção especialmente aos ouvintes do processo.  Da mesma forma, foi um dos primeiros a olhar a pregação a partir do ponto de vista da comunicação. Diz o autor: “A pregação é estudada aqui como uma forma especial de comunicação, na qual o papel do ouvinte é tão significativo como o do pregador” (pág. 18). Ainda segundo ele, “havendo apenas um púlpito e um pregador, é possível haver um monólogo, mas não um sermão.  A pregação não pode existir sem o ouvinte e sem quem fala” (pág. 21).

O livrImagemo é desenvolvido em 12 capítulos:

1. Um novo olhar para a pregação
2. A motivação do pregador e do ouvinte
3. A comunicação de sentido
4. A atenção do ouvinte
5. Problemas e oportunidades de estilo
6. Fontes de materiais
7. Forma e ordem no esboço do sermão
8. A ilustração: colocando “carne” nos “ossos”
9. Humor no púlpito
10. Fatores emocionais na persuasão
11. Elementos visuais na pregação
12. Plágio e desenvolvimento de originalidade.